Diárias em cidades-sede brasileiras têm aumento acima da média, diz Embratur

Padrão

A capital do Rio de Janeiro é a 2º cidade com diárias em hotéis mais caras do mundo./ Foto: EBC

publicado em 7 de fevereiro de 2013, no site Linklar

Levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) mostra que se hospedar em hotéis nas cidades-sedes da Copa das Confederações não será muito barato. O estudo avaliou tarifas de hotéis em 29 cidades do Brasil e do exterior, e mostrou que o Rio de Janeiro tem a segunda diária média mais cara para viagens de negócios e a terceira para viagens de lazer. Os hoteleiros negam os valores e discordam da pesquisa.

De acordo com as informações da Embratur a média das diárias nos hotéis do Rio foram de US$ 182,73 (cerca de R$ 363) para viagens de negócios, na simulação dessa modalidade, foram pesquisados quartos para uma pessoa com 14 dias de antecedência. A cidade brasileira perde apenas para Nova York, cuja tarifa média foi de US$ 245,32 (R$ 488).

Seguem nesta lista as brasileiras São Paulo, em sexto lugar, com tarifa média de R$ 265; Recife, sétimo lugar, com diária média de R$ 241,35; e Brasília, em oitavo lugar R$ 233,67.

Contudo os donos de hotéis discordam da pesquisa. Em entrevista realizada pela Agência Brasil, o presidente da Associação Brasileira de Hotéis, do Distrito Federal, Hélder Carneiro, explica que “qualquer distorção de preço é evidentemente de livre comércio. E eu considero antes de mais nada que está pesquisa é um grande equívoco, pois não foi divulgada a sua metodologia. Para se ter uma ideia em primeiro lugar estava Nova Iorque e em segundo o Rio de Janeiro. Em compensação Tóquio, conhecida por ser uma das mais caras do mundo, está em 10º lugar. E Milão com 16 colocações abaixo que São Paulo e Recife. Com certeza houve uma precipitação em divulgar números”.

Segundo Carneiro a elevação dos preços segue a lei da demanda, da oferta e procura. “Defendo a sazonalidade, que ocorre em todo o mundo”, diz.

O Ministério do Turismo e os hoteleiros criam acordo para monitorar preços

Ministério do Turismo e cinco entidades representativas do setor hoteleiro brasileiro acertaram a criação de um comitê de monitoramento das tarifas de hospedagem nas seis cidades-sede da Copa das Confederações 2013. Fortaleza (CE), Belo Horizonte (MG), Recife (PE), Brasília (DF), Salvador (BA) e Rio de Janeiro (RJ). A medida foi definida em Termo de Compromisso. Sendo que o documento gerado foi entregue ao ministro Gastão Vieira.

O ministro do turismo, Gastão Vieira, contou que durante todo o mês de fevereiro e parte de março a pasta fará visitas às seis capitais que sediarão a Copa de 2013. O objetivo é inspecionar, in loco, a harmonização das tarifas de hospedagem, e construir um mapeamento da oferta de hospedagem alternativa no Brasil para oferecer ao consumidor. “O encontro serviu para que, juntos, cheguemos a um entendimento entre o setor hoteleiro e o governo federal. Essa iniciativa é um termômetro sobre o quanto o setor é visto com responsabilidade no país”, falou o Vieira.

Para Enrico Fermi, presidente da ABIH, as entidades que representam a hotelaria nacional estão à disposição do governo federal para discutir e criar estratégias para o setor. “Esse é um trabalho realizado em prol do crescimento do segmento e do país. Agora, junto com o MTur, vamos buscar condições favoráveis para o equilíbrio das tarifas hoteleiras durante os megaeventos esportivos”, enfatiza.

*Com informações: Agência BrasilEmbraturMinistério do Turismo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s