Abril de 2015: sustentabilidade, setor livreiro e outros detalhes do mercado de franquias

Padrão

No mês de abril o Mapa das Franquias trouxe assuntos como franquias que pensam em sustentabilidade, o setor livreiro e outros assuntos ligados ao mercado de franquias. Veja trechos das matérias, sendo que no final estão os links de direcionamento para a leitura completa.

Franquias que fazem a diferença quando o assunto é sustentabilidade

Empresas como Grupo Boticário, Acquazero e TRC Sustentável criaram projetos que visam melhorar o meio ambiente e a qualidade de vida das pessoas.

sustentabilidade-empresarial2

Talvez este seja um dos momentos mais importantes para o meio ambiente, já que o assunto sustentabilidade está em pauta, muito em virtude da crise hídrica e dos desastres ambientais que acometem o Brasil e também os demais países ao redor do mundo. As empresas estão de olho e não medem esforços para auxiliar na solução do problema, como por exemplo o Grupo Boticário. Algumas, porém, já nascem com o foco sustentável, como é o caso das franquias Acquazero e TRC Sustentável.

Veja a lista completa e as ações que cada empresa realiza clicando aqui.

O franqueador abrirá uma franquia na minha área de atuação. E agora?

A concorrência deve ser considerada como algo bom, destaca especialista.

NP_LeandroSilva_cred-materia-bruna

É bem comum que existam unidades de uma marca franqueada em uma mesma região. Mas quando um local da cidade possuí apenas uma unidade, e a rede franqueadora abre a segunda pode gerar dor de cabeça ao franqueado mais antigo. E agora com a concorrência? O que fazer? De acordo o professor Leandro César Diniz da Silva, especialista em varejo do Centro Universitário Newton Paiva, isso não deve ser um problema e a concorrência deve ser encarada como um estimulante para desenvolver ainda mais os negócios.

Mas afinal, abrir mais de uma unidade da mesma franquia é legal perante lei? O professor explica que sim. Mas antes da abertura da segunda franquia é necessário verificar no contrato do franqueado antigo se existe essa possibilidade, pois em alguns casos pode ter uma cláusula de exclusividade na região ou área definida no contrato (cláusula raio). Porém, Silva alerta “pode ser que a exclusividade dada foi apenas de região e não da totalidade da cidade! Muito das vezes, o franqueador pode aumentar seus lucros aumentando a área de atuação. O que pode ser ruim para o franqueado não significa que seja ruim para o franqueador”.

A matéria completa pode ser lida aqui.

Lei do Preço Fixo dos Livros pode favorecer o setor é o que acredita a rede BookPartners

A expectativa é de que a Cia dos Livros, marca pertencente ao grupo BookPartners, cresça 20% neste ano, e a expansão se dará principalmente nas cidades do interior.

livraria-fisica-cia-dos-livros-Parque-Shopping-Barueri-Barueri

O mercado de livros está aquecido. No primeiro trimestre deste ano o setor cresceu 1,65%, se comparado com o mesmo período do ano passado, porém ficou abaixo da inflação. Mas espera-se que o mercado livreiro continue avançando no mesmo ritmo. As informações são da pesquisa realizada pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) e o Instituto de Pesquisa Nielsen, com base nos dados da BookScan Brasil, que apura as vendas das principais livrarias e supermercados. Além disso, o ano será agitado para o setor, já que acontecerão durante todo 2015 cerca de 300 eventos literários no Brasil. Dentro deste aspecto, o mercado de franquias ligado aos livros poderá crescer? Sim, poderá, disse Adriana Isidio, Coordenadora de Marketing da BookPartners. A coordenadora falou também sobre o que a marca espera deste ano, quais as expectativas de crescimento e sobre o projeto de lei sobre o Preço Fixo dos livros. Confira abaixo a conversa que tivemos com ela.

Mapa das franquias: De acordo com a pesquisa do SNEL houve um crescimento de 1,65% no faturamento no primeiro trimestre deste ano, porém ficou abaixo da inflação. Vocês sentiram esse reflexo?

Adriana Isidio: Ainda não sentimos reflexo em nosso faturamento, mas foi uma boa surpresa o fato de não termos tido uma queda nas vendas, apesar da economia brasileira já enfrentar crises. Isso mostra que, de alguma forma, já somos reconhecidos no mercado e, ainda, que temos clientes fiéis, mesmo numa época difícil economicamente para o Brasil. Nós crescemos 26% o ano passado e pretendemos manter este ritmo em 2015, preenchendo os gaps que a concorrência tem deixado neste mercado.

A entrevista completa pode ser acessada aqui!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s