Brasil é tricampeão Pan-Americano!

Padrão

pan-mas-brasil-campeao

A equipe comandada por Jordi Ribera venceu o título de forma invicta

Tricampeão! Tricampeão! Com essas palavras a Seleção Brasileira se despede de Buenos Aires, após participar do Pan-Americano Masculino. A partida final com o Chile foi para corações fortes, dramática e intensa até o apito final, placar de 28 a 24.

O jogo começou com os chilenos com a bola, mas com os brasileiros atacando. Foram quase dois minutos para o marcador ser aberto com gol do Brasil, marcado por Tchê, seguido por mais dois. O Chile marcou depois de quatro minutos e buscou o empate.

Dentro das quatro linhas o jogo era rápido. Ataques rápidos, contra-ataques velozes e defesas ágeis. Era lá e cá o tempo todo, impossível de tirar os olhos da quadra. Era uma partida no qual os atletas não podiam parar para respirar, pois se o fizessem sofreriam gol. Diferente das outras partidas, nesta a Seleção Brasileira não conseguiu impor ritmo de jogo. O Chile estava bem armado e com muita vontade de ganhar, muita vontade de dar o seu melhor, na sua primeira final. Já o Brasil, muito mais experiente, conseguia trabalhar melhor a bola, e mesmo com muita dificuldade conseguia manter a vantagem no placar, que no primeiro tempo, por muitas vezes esteve por apenas um gol (4 a 3). A diferença a favor do Brasil foi maior após os 20 minutos de duelo, principalmente após tempo técnico. Placar parcial: BRA 15 x 12 CHI.

No segundo tempo a energia do embate Brasil versus Chile não mudou. O Brasil seguia atacando, e o Chile também. Por muitos momentos a bola ia para lá e cá, mas como as defesas estavam boas, dosadas de algumas ajudas da trave e dos goleiros, a bola não entrava e gols não saiam. Foram quase seis minutos sem gols.

A vantagem chegou a seis, mas como a seleção chilena estava melhor conseguiu diminuir. Faltas surgiram. Aos 10 minutos as duas equipes haviam perdido um jogador cada, em virtude de 2 minutos. A melhora do Chile foi depois conversa com o técnico. Mas Jordi também parou para conversas com seus pupilos, e o Brasil melhorou (23 a 19).

O Chile tinha um sete metros a seu favor, no entanto o jogo teve de ser pausado, pois o relógio do Ginásio Tecnópolis deu problema e não parava. Igual o que ocorreu no sábado, 18, quando o Brasil encarou a Argentina. Passado o problema, a cobrança foi feita e para o delírio da torcida brasileira, Maik defendeu. A Seleção Brasileira tinha algumas falas na defesa, e os chilenos conseguiam chegar ao gol com facilidade, mas os brasileiros conseguiram arrumar esse defeito. Por mais alguns minutos o placar ficou sem alteração, no qual o Brasil conseguia trocar passes, assim como o Chile conseguia avançar. Nos últimos segundos, para desespero, tempo técnico, que voltou com gol de Oswaldo Maestro para o Brasil, e antes do árbitro apitar o fim do encontro, gol do Chile. Placar final: BRA 28 x 24 CHI.

Brasil é tricampeão do Pan-Americano invicto. O último título conquistado pelos brasileiros havia sido em 2008.

Por ser a prata do Pan, o Chile acompanhará o Brasil no Mundial de 2017. A terceira colocação ainda está a ser definida entre Uruguai e Argentina, que se enfrentam, desde às 19h.

*Em parceria com Lance!

Anúncios

Com o pé direto, Seleção Brasileira vence a 1ª no Mundial Juvenil

Padrão

jamuly-brasil

As meninas da Seleção Brasileira venceram a primeira partida no Mundial Juvenil nesta terça-feira, 19 de julho. As brasileiras enfrentaram neste dia de estreia a seleção da República Democrática do Congo, e finalizaram o jogo com goleada por 41 a 14.

O confronto começou com as duas equipes atacando, mas não demorou para o Brasil dominar as rivais e impor o ritmo de jogo, aumentando a cada minuto a diferença ente as equipes. Vantagem esta mantida até o final do jogo. Além da goleada, o Brasil também tem a atleta destaque do embate. A ponta esquerda, Jamily, foi considerada a melhor em quadra.

Com a vitória, as brasileiras estão na segunda colocação da Chave B, com a mesma pontuação de saldo da Hungria, sendo o número de gols marcados o que desempatou a colocação.

Nesta terça pelo mesmo grupo aconteceram mais dois jogos. A Hungria venceu a China, pelo placar de 44 a 17. A Suécia vence a Espanha, por 30 a 25.

Nesta quinta-feira tem mais Brasil em quadra. A Seleção Brasileira enfrentará a China, às 11h (Horário de Brasília). A fase de grupos acontecerá até segunda-feira, dia 25. O Mundial de Handebol Juvenil Feminino acontece na Eslováquia.

*Em parceria com Lance!