Grêmio lançou a primeira franquia de fast-food ligada ao futebol

Padrão

Originalmente escrita em 13 de outubro de 2014, no site Mapa das franquias.

print de tela

print de tela

Com sete milhões de torcedores, fãs e simpatizantes, sendo que 22,5% se identificam como fanáticos com o clube e que dá para a torcida o título de mais fanática do País, o Grêmio lançou no dia 27 de setembro a primeira rede de fast-food ligada a um time de futebol: a Hamburgueria 1903. O restaurante inaugurado está localizado na Rua dos Andradas, no Centro de Porto Alegre, mas em breve outros locais também poderão ter suas Hamburguerias, visto que a administração do Grêmio já estuda propostas de franquias.

A Hamburgueria 1903 nasceu da parceria entre o Tricolor Gaúcho e a SportFood, empresa especializada em franquias de alimentação com marcas esportivas. O nome do restaurante foi escolhido pelo público que acessou o site do Grêmio para votar. Eram três nomes e este remete ao ano de criação do time. A meta do Grêmio é abrir 90 franquias em cinco anos, mas Carlos Alberto Carvalho Filho, diretor executivo de marketing do Tricolor, explicou que “esta é a estimativa mínima. Nada impede que os prazos sejam reduzidos e o incremento de lojas mais acelerado”. Carlos Alberto contou que após a inauguração do restaurante, em apenas uma semana, cerca de 150 pessoas/empresas entram em contato para abrir franquias da Hamburgueria 1903. “Estamos analisando esta possibilidade. Breve teremos boas novidades”, salientou.

A criação da rede de franchisng de fast-food veio após uma pesquisa mercadológica que mostrou uma similaridade muito grande entre o público fã de futebol e com o apreciador de fast-food. “Cruzamos as informações, verificamos alta pertinência entre estes dois escopos e, neste sentido, criar uma rede de fast-food com apelos emocionais atrelados à marca do clube resultou na ideia da Hamburgueria 1903. E o sucesso absoluto desde o lançamento reafirma o que, cientificamente, tínhamos analisado quando da sua concepção”, contou o diretor executivo.

Os sabores dos sanduíches foram elaborados pela chefe Lelena César que utilizou ingredientes da culinária local para preparar os hambúrgueres. A loja também foi projetada pelo arquiteto Otavio de Sanctis e tem identidade alusiva ao Grêmio. Tudo para atrair e cativar os torcedores e simpatizantes. “Os movimentos conceptivos, seja na dinâmica funcional do negócio, seja nos elementos constituintes do produto, sempre tiveram forte lastro no comportamento do nosso torcedor e o alto nível de engajamento às coisas do clube”, enfatizou Beto Carvalho.

O diretor ainda falou que o bom momento da equipe pode auxiliar na atração de clientes ao restaurante. Ele completou que além disso “em nível de produto, sem dúvida, a qualidade superior. Seja na diferenciação do tipo do pão, na qualidade da carne e na forma de preparo. Em nível perceptivo, a sensação de que, muito além do alimento, as pessoas estão comprando lanches recheados de alma e sentimento”.

A Hamburgueria 1903 tem três perfis de loja: a loja de rua, a loja de shopping e as lojas express, estilo contêiner. Beto informou que o clube ganhará royalties sobre todo o faturamento das franquias. O sócio tem descontos em média de 5% a 10% em cima da compra. Já o franqueador tem diversas vantagens. “A principal delas, penso, ser o fato do negócio já começar com marca forte com um apelo emocional capaz de atrair 8 milhões consumidores fãs e simpatizantes”, concluiu.

A reportagem pode ser conferida também em: www.mapadasfranquias.com.br/noticia/gremio-lancou-a-primeira-franquia-de-fast-food-ligada-ao-futebol

Anúncios

Abrir uma franquia ou um licenciamento?

Padrão

Originalmente publicado no site Mapa das franquias, em outubro de 2014

print de tela

print de tela

Licenciamento ou franquia? Muitas vezes é esta a grande dúvida dos empreendedores que querem abrir um negócio e não querem começar do zero. Um dá como vantagem a liberdade empresarial e a outra o negócio consolidado. Nós conversamos com dois especialistas que esclareceram algumas dúvidas importantes. Além disso, será possível licenciar e franquear ao mesmo tempo um empreendimento?

Na franquia se compra um sistema de gestão completo. O franqueado é obrigado a seguir todos os padrões estabelecidos pela rede. Já o modelo de licenciamento se compra o direito de usar a marca e vender os serviços e produtos indicados pelo licenciador.

Yuri Amadei de Almeida, especialista em gestão de negócios e gerente de crédito na Lexmark, explicou que “no aspecto contratual, o contrato de franquia é o que rege. É bilateral, ou seja, envolve o franqueador e o franqueado. O franqueador concede licença para o uso da marca, todavia também tem obrigações. Já no contrato de licenciamento não existem obrigações como as do contrato de franquia. Não há transferência de tecnologia, mas sim a obrigação de permitir que o licenciado utilize a marca. O licenciamento é um processo em que o dono da marca autoriza o direito de uso em troca de um pagamento (os royalties). É importante mencionar que a marca licenciada deve estar registrada no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI)”.

A matéria completa pode ser conferida em: www.mapadasfranquias.com.br/noticia/abrir-uma-franquia-ou-um-licenciamento

Internacionalizar as marcas brasileiras é cada vez mais frequente

Padrão

Originalmente publicado no site Mapa das franquias, em outubro de 2014.

print de tela

print de tela

A internacionalização das marcas franqueadas brasileiras é cada vez mais frequente. Os bons serviços e o trabalho desenvolvido por aqui têm chamado a atenção dos empresários estrangeiros. Foi o caso da rede Resolve Franchising que em quatro anos de existência já está presente na Colômbia, desde 2013, e no México, a partir de março deste ano, e em novembro também estará no Panamá e na Costa Rica. Os empresários envolvidos pretendem que sejam abertas 80 novas franquias nas novas regiões de atuação. De acordo com a Associação Brasileira de Franchising o número de franquias brasileiras no exterior aumentou 41%.

Evandro Pinotti, diretor de expansão e operação do grupo, explicou que ampliar a rede e instalar franquias fora do Brasil era um objetivo a longo prazo da empresa, mas tudo ocorreu mais rápido do que eles haviam projetado. “Costumamos dizer que a montanha veio a Maomé. Por conta de relacionamento interno, chegamos ao contato de nosso Másterfranqueado LatAm, que veio até nossa sede em São José do Rio Preto ainda em 2012 para apresentação do modelo de negócios. Encontramos muitas sinergias e as perspectivas do mercado colombiano eram muito favoráveis. Em nosso primeiro ano, o número de venda de franquias superou até nossas expectativas mais otimistas, o que acelerou a expansão para outros países, como o México e agora Panamá, Costa Rica e outros países da América Central”, contou Pinotti.

Fora do País a Doutor Resolve virou Doctor Solución, porque alteração do nome da marca se dá pela força do sentido que ela precisa passar aos clientes dos países em que a empresa está instalada. O gerente de operações explicou que mesmo com a alteração do nome não muda, no entanto, a comunicação visual da marca. Evandro também disse que em breve os demais serviços da rede de franchising poderão ser internacionalizados.

Leia o restante da matéria em: www.mapadasfranquias.com.br/noticia/internacionalizar-as-marcas-brasileiras-e-cada-vez-mais-frequente